domingo, 31 de julho de 2011

__________________$ JUROS NO BRASIL $_______________
apartir de agora com o aumento do endividamento Americano  passa-se ser inviavel o envestimento nos Bancos Americanos
..
assim sendo, se eles comecarem envestir nos Bancos Brasileiros - irao causar o maior ARROMBO MONETARIO NO BRASIL !

?PRIVATIZACÃO?


, http://www.facebook.com/profile.php?id=100002724330221  , me ADD

sábado, 30 de julho de 2011

Halliburton morte em DC


  1. Cheney no tornozelo-monitores




    Quando Dick Cheney se tornou o vice-presidente 46 dos Estados Unidos da América em 2001, ele não desistiu de seu emprego anterior. Seu trabalho como presidente e CEO da Halliburton passou rapidamente de dentro da Casa Branca. A grande mídia americana e as classes políticas e empresariais EUA artificial a ser mal informado sobre este ponto. Um de jure meia fantoche chamado David Lesar foi instalado como expediente para cobrir Cheney em Halliburton em Dubai, mas os EUA Vice-presidente continuou a agir como o chefe indiscutível de facto do conglomerado de energia sediada em Houston.
    Desde 2001, nenhuma decisão importante Halliburton foi tomada sem Cheney dizer-so e ele tem mais governada Lesar em muitas ocasiões. Até muito recentemente, os principais acionistas da Halliburton manteve a pretensão de que eles não tinham consciência de controle de Dick Cheney executivo contínua do negócio.
    Uma das primeiras iniciativas de Cheney nos EUA gabinete do vice-presidencial foi para planejar como a Halliburton poderia melhor beneficiar das guerras há muito planejada neocon no Afeganistão, Iraque e Irã, e da demolição planejada das torres gêmeas em Nova York, usada para legitimar as guerras.
    Como esses conflitos e desastres fabricados ser manipulado para maximizar a Halliburton de renda da empresa?
    Em vários momentos diferentes entre sexta-feira 16 de maio de 2008 e segunda-feira 26 de maio de 2008, uma sucessão de papéis atingiu Henry Waxman, presidente do Comitê de Supervisão e Reforma do Governo na Casa dos Representantes dos EUA. Estes trabalhos apresentados em detalhes no interior gráfico como Cheney usou a sua posição dos EUA nas Poder Executivo, o dinheiro dos contribuintes americanos e as vidas de soldados dos EUA e agentes da CIA e suas famílias para alcançar seus objetivos de negócios para a Halliburton.
    .
    . Move-chave Dick Cheney era conseguir suítes de escritório Halliburton calmamente instalado no fundo do Pentágono, em Washington DC e no interior da sede da CIA em Langley, na Virgínia. Ambas as suites de escritório eram extensas, desfrutou de acreditação independente para todo o pessoal Halliburton, e teve sua equipe de segurança própria, independente e salas de detenção. Nenhum funcionário da Halliburton foram segurança rastreada ou controlados pela CIA em qualquer localidade.
    ..
    Havia três problemas com este arranjo Halliburton Cheney de gestão. Primeiro, todos os funcionários envolvidos Halliburton foram pagos os salários de fundos públicas dos EUA, eles foram designados como funcionários do governo dos EUA. Segundo, muitas das pessoas Halliburton instalado na CIA e do Pentágono foram associados pessoal de Dick Cheney e foram estabelecidos mafiosos, assassinos e traficantes de drogas. Vários deles tinham antecedentes criminais e passou quantidades substanciais de tempo na prisão. Terceiro, por causa destes dois primeiros problemas, muitos dos placemen Halliburton na CIA e ao Pentágono foram especialmente vulneráveis ​​ao suborno e chantagem por parte dos serviços de inteligência estrangeiros. Foi por isso que o status da Halliburton profundamente comprometido a segurança nacional americana. O russo, chinês e serviços de inteligência israelenses foram capazes de penetrar a abrangente CIA eo Pentágono nos anos 2001-2005. Temos referido essa penetração da inteligência americana em outra página deste blog aqui. Isso levou, entre muitas outras coisas, à morte pela tortura ritual, pelo menos, 168 (168) agentes da CIA e suas famílias, incluindo crianças de seis e onze anos, ea divulgação de códigos de segurança fatal para a criptografia algoritmos a bordo de um novo 3,6 bilhões dólares CIA comunicações por satélite lançado pela NASA. Presença física da Halliburton no coração da comunidade de inteligência dos EUA entregou o controle executivo de militares americanos e os segredos de inteligência para uma miscelânea de outras nações, tornando os EUA uma piada entre os profissionais de segurança mundial.
    .
    . Nós incluímos o texto detalhado de partes do pacote documento a entregar ao congressista Henry Waxman mais abaixo nesta página (em verde). Ela veio de Sue Arrigo via website Bob Chapman Forecaster International. O Forecaster Internacional foi sobre o caso da Halliburton há alguns anos, por exemplo, ver aqui (29.08.05), aqui (18.09.05), aqui (23.10.05) e aqui (24.06.06). O autor do texto anexado abaixo é nenhuma figura CIA menor. Ela ocupou o posto de um Two-Star Geral, foi Assessor de Operações Especiais para o diretor da CIA, e participou Joint Chiefs of Staff Reuniões uma vez por mês de outubro de 2003 a julho de 2004. Ela tinha acesso privilegiado regular a Dick Cheney e Donald Rumsfeld. Muitos dos documentos que ela cita são apresentados em registros de seguro ao redor de Washington DC, em especial, no Escritório de Responsabilidade Governamental dos EUA (GAO), que é o braço investigativo do Congresso encarregado de analisar questões relativas à recepção e pagamento de fundos públicos. Em um ponto, a fonte CIA do documento teve que fugir para o Canadá para sua própria segurança.
    O surgimento dessa informação privilegiada sobre a Halliburton tampado um mau 18 meses para o vice-presidente dos EUA. Na segunda-feira 26 de fevereiro de 2007, três equipes das Forças Especiais tentou prender Cheney, enquanto ele estava em um avião estacionado na pista do Aeroporto Internacional de Sydney (Austrália). Ele só escapou por pouco. Houve um tiroteio e três mortes foram relatadas. No final de Outubro de 2007, Dick Cheney tentou roubar US $ 45 bilhões de George Bush Jr.. Credit Suisse desviado este 45000000000 dolar em uma conta secreta pessoais detidos pela Halliburton em Dubai para Cheney. O original $ 45.000 milhões haviam sido guardadas em confiança para o presidente. A soma foi rastreado e voltou. Desde então, dois dos clones Dick Cheney ter sido morto a tiros. Um deles, junto com vários de seus assessores, foram encerradas no início de Janeiro de 2008, durante o período em que Henry Paulson, secretário do Tesouro, os EUA, foi assassinado. Mais detalhes sobre a rescisão Paulson pode ser encontrada nesta página aqui.
    Depois, em outra ação Cheney-relacionados, em algum momento entre sexta-feira 25 de abril e segunda-feira 28 Abril de 2008, duas equipes de cinco homens-morte gerido pela Bushes e os Clintons tentou assassinar um dos jogadores-chave na equipe de advogados e inteligência abordar a Washington corrupção nexo. O homem em questão era um especialista em artes marciais e sofreu apenas ferimentos de faca ligeira. Cinco dos homens de Bush-Clinton hit foram levados sob custódia, três deles americanos e dois chineses. Todos os cinco assinou cinco confissões filmadas em separado, incluindo a admissão de empregos assassinato anteriores tomadas como base para seu Bush-Clinton empregadores. Cópias dos vídeos e suas transcrições foram distribuídos em todo o mundo. Os cinco detidos assassinos desde os nomes e as coordenadas dos outros cinco, um dos quais foi Roland Carnaby, morto por Houston Polícia depois de uma alta velocidade perseguição de carro na terça-feira 29 de abril de 2008. Esta foi a história de liderança no Houston Chronicle por três dias seguidos e foi posteriormente coberto extensivamente por todos os canais de notícias Texas. O esquadrão da morte segundo Bush-Clinton incluiu dois americanos (Carnaby foi um deles), dois mexicanos e um canadense. Um dos mexicanos foi pego tentando fugir como mais assassinos Bush-Cheney-contrato Clinton tentou matá-lo em uma caçada frenética pretendia destruir todas as evidências de vida humana restantes da operação que deu errado. Na sexta-feira 02 maio de 2008, as admissões documentado e filmado e confissões dos assassinos capturados gravado, entre outros nomes, detalhes e coordenadas, mais de trinta assassinar cinco sucessos anteriores terem sido cometidas pelo grupo. Cópias das confissões filmadas foi para as partes interessadas em todo o mundo e para o Marechal Provost e da Casa Branca.
    Logo após este desastre, Dick Cheney foi colocado em detenção e obrigados a usar um monitor de tornozelo. Isso foi feito no Tribunal Mundial / ICJ iniciativas. Cheney foi encontrado para ser ter sido ilegalmente interferir com o internacional NESARA legal e os procedimentos de refinanciamento. Como conseqüência, a bilocação Cheney curioso ocorreu no final de maio de 2008. O vice-presidente foi programado para ser convidado de honra na Guarda Costeira dos EUA exercícios início Academy na quarta-feira 21 de maio de 2008, em New London, Connecticut. Tarefa Dick Cheney era entregar o endereço principal para os cadetes de se formar e fazer apresentações. Por causa de sua detenção Washington e tornozelo pulseira, Cheney não pôde ir, então um substituto clone lookalike foi pressionado em ação. O manequim foi convincente. Era muito mais fino do que Cheney, não rebaixaria tanto quanto Cheney quando ele entrou, e que tinha algo muito errado com sua cabeça. Este defeito último teve que ser coberto com um chapéu para a totalidade do dia (fotos aqui, aqui, aqui e aqui). Como foi comentado na época, Dick Cheney não usam chapéus. E de qualquer maneira, o uso de um chapéu em certos pontos cerimonial neste tipo especial de coleta representou um solecismo de vulgaridade notável, mesmo para um retentor Halliburton.
    ,

    vai ai os WWW deste Imperio Demoniaco!

    .

    Deepwater Brasil

    Em águas profundas o Brasil é um foco de atividade, com reservas estimadas em 31 bilhões de BOE. A maioria dos quais oriundos de águas profundas onde a Petrobras e outros agentes-chave estão contando com empresas como a Halliburton.
    Estamos todos trabalhando juntos para o pioneiro na utilização de tecnologias inovadoras necessárias para atingir a produção de petróleo em profundidades de água enorme, impulsionado pela descoberta recentemente gigante campos pré-sal. Estes campos estão entre as mais complexas já perfurados - localizado em 7.000 pés de água com reservatórios enterrados debaixo de camadas de sal de até 6.500 pés de espessura.
    Para ajudar a desenvolver esses campos, a Halliburton é a construção de um Centro de Tecnologia no Rio de Janeiro. Ele se tornará um centro de especialização em águas profundas para a Halliburton em todo o mundo e trabalhar com uma importante universidade brasileira a desenvolver eficientes, novas tecnologias para águas profundas.
    .

    , http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fwww.halliburton.com%2Fps%2Fdefault.aspx%3Fnavid%3D2104%26pageid%3D2726 .

    Brazil Offshore Map - http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fwww.halliburton.com%2Fps%2Fdefault.aspx%3Fnavid%3D2104%26pageid%3D2726

    www.halliburton.com/.../Brazil%20Deepwater%20Map%20Final%20-...
    Formato do arquivo: PDF/Adobe Acrobat - Visualização rápida
    As reservas do pós-sal no Brasil são geralmente encontradas em arenitos, ... A maioria das descobertas no Brasil foi feita na camada do pós-sal da ...
  2. Deepwater Brazil - Halliburton

     - [ Traduzir esta página ]
    www.halliburton.com › ... › Deep WaterDeepwater Areas - Em cache
    Deepwater oil and gas exploration off the coast of Brazil has seen increased development during the past several years.

  3. Resultados para: hallibeton brasil
  4. Careers - Halliburton

     - [ Traduzir esta página ]
    www.halliburton.com/careers/ - Em cache
    "In the future, I might be in Brazil,I might be in Venezuela, Colombia . . . anywhere!" Story and Video. Vilmarie. "It's ingrained in Halliburton's culture ...
  5. Oilfield Services | Halliburton - Solving Challenges - Halliburton

     - [ Traduzir esta página ]
    www.halliburton.com/ - Em cache
    Halliburton offers a broad array of oilfield services and products to ...
  6. Domains Registered on 2009-08-23_87 domain-history.info

     - [ Traduzir esta página ]
    www.domain-history.info/domain/20078/23_87.html - Em cache
    hallibeton.com hallibiurton.com halliburtio.com halliburtonopco.com ...... handcraft-brazil.com handcraftcustomshutters.com handcrafted-crosses.com ...
Sua intenção era pesquisar: halliburton brasil  


sexta-feira, 29 de julho de 2011

Amazonia podrá perder 7.134 km² el próximo año


Amazonia podrá perder 7.134 km² el próximo o

Picaretas amazônicos.

Ontem o Gilberto Carvalho, secretário do Lula que de vez em quando também atende a Dilma, chamou as ONGs de picaretas. Disse que tem muita picaretagem e mau uso dos recursos públicos nas tais organizações. Vindo do responsável pela articulação com os ditos movimentos sociais seria bom que o Senado o chamasse para dar mais detalhes. Mas pior do que a picaretagem é a má fé e o uso de dinheiro verde-amarelo para atender interesses internacionais. Para fazer ecoterrorismo. Para mentir para a população, para a imprensa e para as autoridades. Vejam abaixo.
Dafne Spolti

Clique para ampliar. Crédito: Imazon
Desde agosto de este año hasta julio de 2012 la Amazonia Legal podrá perder 7.134 km2. Por lo menos 2.721 km2 tienen probabilidad de desmontes mayor que cero, con 95% de confianza estadística. Los datos son del Instituto del Hombre y Medio Ambiente de la Amazonia (Imazon). Según el estudio, 72% de la vegetación en riesgo está en el estado de Pará, seguido por Mato Grosso (11%), Rondonia (8%), Amazonas (5%) y Acre (4%).

Tierras privadas, revertidas o en conflicto de posesión presentan riesgo de 65% de desmonte, seguidos por asentamientos de reforma agraria (24%), unidades de conservación (8%) y Tierras Indígenas (3%). Márcio Sales, uno de los coordinadores del estudio, explica que el foco del trabajo “no es predecir el área que será desmontada y sí los locales donde el desmonte podrá ocurrir”.

Las áreas con mayor probabilidad de deforestación estarían a lo largo de la carretera BR-230 (Carretera Transamazónica), en la región de la Tierra del Medio (Pará) y a lo largo de la BR-163 (Carretera Cuiabá-Santarém). Pacajá, Altamira y San Félix de Xingú, todos municipios del estado de Pará, son los que presentan mayor área bajo riesgo.

Desmontes

Para Márcio Astrini, de la Campaña de la Amazonia de Greenpeace, el ritmo de desmonte debe parar porque “la Amazonia es un tesoro” que debe ser utilizado correctamente. Explica que la vida de la selva está ligada al alimento que se planta en el país, a los medicamentos producidos en el mundo y hasta contribuye para la creación de nuevas tecnologías. “Brasil y el planeta irán a la bancarrota con la continuidad de estos desmontes”, dice Márcio.

Márcio Sales cree que para combatir la deforestación, es necesaria la continuidad de los esfuerzos de fiscalización, penalización a los desmontadores ilegales y el incentivo a la regularización fundiaria. Para Astrini, la lucha contra la deforestación debe ser realizada por todos. “Sería un gran paso el incentivo a la utilización de la riqueza amazónica con leyes que protejan esa selva y la decisión de iniciativas privadas en no comercializar productos que tengan en su cadena materiales provenientes de los desmontes”, complementa.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Dilma planeja investir R$ 10 bilhões, até 2015, na nova Telebrás

Já dominando os fundos de pensão, donos de um patrimônio de R$ 565,76 bilhões, a petralhada quer entrar de parceira em mais um investimento ousado


 a retomada da Telebrás. E, por ironia da história, contará com o apoio, nesta iniciativa, das Forças Armadas – atacadas por eles em ações psicológicas revanchistas.

Usando recursos de empresas privadas, nas quais os fundos de pensão que controlam são acionistas, o governo Dilma planeja investir R$ 10 bilhões, até 2015, na nova Telebrás. Do total, R$ 7 bilhões serão investidos em redes de dados.

Outros R$ 3 bilhões vão para dois projetos que a área militar já alardeia como prioritários: o projeto de um satélite geoestacionário e o cabo submarino.
 Os tocadores dos projetos são dois petistas estratégicos: o ministro das Comunicações, o maçom Paulo Bernardo (marido da amiga de Dilma e ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann) e Cezar Alvarez (secretário executivo de Bernardo). A principal empresa a articular o negócio é a Odebrecht Defesa – que já cuida do projeto de submarinos da Marinha, em parceria com os franceses.
A petralhada entra no negócio com suas consultorias e com empresas que eles criam para se tornar futuras grandes empreendedoras tupiniquins. Assim, é mole...

O discurso do Lord Christopher Monckton mudou a história do mundo

Lord Christopher Monckton

Christopher Monckton fez uma apresentação em St. Paul, Minnesota sobre o tema do aquecimento global. Neste trecho de 4 minutos de seu discurso, ele emite um aviso extremo para todos os americanos a respeito do Tratado das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas



Advogado paga mordomia para ministro do STF.Toffoli.

Só mesmo no Brasil do PT para advogado pagar mordomia para ministro do STF.

É o fundo do poço. Um ministro do STF, um dos maiores salários do país, recebe mordomia de um afamado advogado, que sempre tem causas sendo julgadas na suprema corte. Se um ministro do STF aceita este tipo de benesse, que garantia de isenção pode oferecer aos olhos do país? E o que acontecerá agora? Não vai julgar casos onde esteja envolvido o amigo? Ou seja: vai cometer um absurdo destes e, como "punição", ainda vai trabalhar menos? Este é o Brasil do PT, sem esquecer que este ministro do STF foi um dedaço do Lula, pois é um petista militante, que tem no currículo várias reprovações em concurso para a magistratura.

O advogado criminalista Roberto Podval confirmou que pagou ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) José Antonio Dias Toffoli duas diárias em um hotel de cinco estrelas na ilha de Capri, no sul da Itália.A Folha revelou na semana passada que Toffoli faltou a um julgamento no STF para participar do casamento do advogado no Capri Palace Hotel, cujas diárias variam de R$ 1.400 a R$ 13,3 mil. Na ocasião, o ministro e Podval não quiseram revelar quem havia pago a hospedagem.Podval, no entanto, confirmou em entrevista publicada ontem no jornal "O Estado de S. Paulo" que pagou pela estadia de Toffoli.

"Não paguei apenas para ele, mas para outros 200 amigos que convidei. A única coisa que paguei foi o hotel. Todo mundo, não apenas o ministro, teve direito a dois dias de hotel", disse o advogado ao jornal. Procurado pela Folha, Podval não quis se pronunciar. A assessoria de Toffoli informou que ele "não tem mais nada a acrescentar". O Código de Ética da Magistratura Nacional, criado por uma resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) em 2008, diz que é dever de todo juiz brasileiro recusar o recebimento de qualquer benefício ou vantagem que possa comprometer sua independência funcional.

A resolução afirma que todo magistrado "deve comportar-se na vida privada de modo a dignificar a função", já que "o exercício da atividade jurisdicional impõe restrições e exigências pessoais distintas das acometidas aos cidadãos em geral". Juridicamente, esse código não se aplica aos ministros do STF, pois eles não estão submetidos ao crivo do CNJ. Um ministro ouvido ontem, porém, avalia reservadamente que o texto tem "caráter simbólico muito forte", já que se trata de uma orientação que deve ser seguida por toda a magistratura.

O especialista em direito público Carlos Ari Sundfeld, da Fundação Getulio Vargas, disse que Toffoli "errou" ao aceitar cortesia do advogado. Para Sundfeld, não é o caso de punir o ministro, mas seria melhor se ele deixasse de julgar processos nos quais o criminalista atua. Segundo o professor, as regras de conduta para o STF devem ser ainda mais rígidas do que as aplicadas a juízes de outras instâncias, uma vez que não há órgão judicial superior ao Supremo. "É preciso que a interpretação seja a mais restritiva, ainda que haja a íntima convicção que isso não afeta sua independência. O problema é o constrangimento causado a toda a instituição." (Da Folha de São Paulo)

8.000 UBS e 500 UPA.....quando vai chegar tia Dilma !..........


 Depois de seis meses de governo, não construiu nenhuma UBS, Unidade Básica de Saúde. E também não ergueu nenhuma UPA, Unidade de Pronto Atendimento. Havia prometido 8.000 UBS e 500 UPA. Até agora, nada!

Upa, upa, upa! É posto de saúde? Não, é o cavalinho da Dilma que empacou!

O primeiro ano de mandato da presidente Dilma chegou à metade sem que projetos destacados durante a campanha eleitoral tivessem saído do papel nesse período. As 500 novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), por exemplo, que deveriam garantir atendimento médico 24 horas por dia à população, não registraram nem compromisso de gasto, o chamado "empenho" de verbas, de acordo com documentos do Tesouro Nacional.
Fabio Motta/AE-19/1/2010.
Na mesma situação estão outros projetos destacados na campanha, como a implantação de postos de polícia comunitária. Seriam criados 2,8 mil postos desse tipo durante o mandato, segundo a promessa eleitoral. O dinheiro previsto para começar a construir 8 mil Unidades Básicas de Saúde (UBSs) tampouco foi liberado. No Orçamento deste ano, as autorizações de gastos para os dois projetos alcançaram R$ 350 milhões e R$ 480,2 milhões, respectivamente. 

As chamadas Praças do PAC, espaços integrados de esporte, cultura, lazer e prestação de serviços públicos, encontram-se igualmente paradas, de acordo com os registros do Tesouro. O início da instalação das Praças conta com R$ 170 milhões no Orçamento deste ano, dinheiro intocado até agora. O Ministério do Planejamento contesta que os projetos estejam paralisados. "O entendimento de que uma ação não saiu do papel porque sua execução orçamentária está baixa ou zerada é uma avaliação limitada porque prioriza ou torna exclusivo o viés da execução orçamentária", informou a assessoria da ministra Miriam Belchior. 

Em nota, a pasta informou que "as UPAS, UBS e Praças dos Esportes e da Cultura estão em pleno cumprimento das etapas técnicas obrigatórias por lei, que antecedem a obra física propriamente dita". Segundo o Planejamento, o governo já lançou o processo de seleção para a construção de 400 praças em 362 municípios. Também teriam sido contratadas 1.219 UBSs e outras 119 UPAs. Dados do Tesouro não registram contratação das obras.(Do Estadão)

Propaganda do Brasil atrasado! PT e aliados voltam à velha prática do coronelismo de outrora: distribuição de óculos e dentaduras


Miséria de proposta – Nos anos 90, o ex-metalúrgico Lula da Silva era um candidato à Presidência que pregava mudança radical na forma de fazer política partidária. Ficou famoso um vídeo em que o barbudo dos velhos tempos do sindicalismo do ABC criticava a distribuição de cestas básicas. Quando assumiu a Presidência da República, em 2003, passou a defender um massivo programa de distribuição de benefícios às famílias carentes. Mais tarde batizado de “Bolsa Família”, o programa era a reunião de uma série de programas implementados em governos anteriores.

A contradição e a incoerência foram atacadas à exaustão pelos partidos de oposição, mas o discurso de Lula da Silva seguiu uma estratégia planejada pelo núcleo do Partido dos Trabalhadores. Nas eleições de 2004, por exemplo, o PT lançou uma campanha de filiação nas pequenas cidades, os chamados grotões.

À época, 88% dos mais de 5,5 mil municípios brasileiros eram compostos por até 20 mil eleitores. Somados, davam mais de um terço do eleitorado (38 milhões pessoas). O partido pretendia conquistar 1,1 milhão de novos filiados até dezembro daquele ano.

A ampliação da influência partidária estaria aliada ao desejo de reeditar o voto de cabresto, sistema tradicional de controle de poder político dos tempos do coronelismo. A compra de votos nos grotões sempre teve como aliada a utilização da máquina pública, com a distribuição de pequenos presentes aos mais carentes, como cesta básica, tijolos, areia, óculos e dentaduras.

A criminalização do Poder

A criminalização do Poder


O Lula e o Alencar ficaram na sala mos parae fo o quarto eu, o Delúbio e o Dirceu. Comecei pedindo R$ 20 milhões para levar uns R$ 15 milhões. Daí ficou aquela discussão. Uma hora, o Zé Alencar entrou e falou: “E aí, já resolveram?” (...) Falei: “Vamos acertar por R$ 10 milhões”. Voltamos para a sala e avisamos: ‘Está fechado’”.

Texto Completo
Por Ruy Fabiano - Blog do Noblat: O Globo
O que mais surpreende no caso das denúncias que envolvem o Ministério dos Transportes é que alguém ainda se surpreenda com o que lá ocorre. Não há novidade nem no conteúdo, nem na forma, nem muito menos nos personagens que protagonizam o espetáculo.

A novidade talvez esteja no fato de que o governo ensaiou uma devassa, demitiu o ministro, mas, na sequência, investiu apenas contra os escalões inferiores. Manteve no comando Paulo Sérgio Passos, braço direito do ministro demitido.

A seguir, abriu negociações políticas com o chefe da patota, dono do PR (que, pasmem, significa Partido Republicano!), deputado Valdemar da Costa Neto, um dos protagonistas do Mensalão, que renunciou ao mandato para não ser cassado.

De que valem as 16 demissões até aqui havidas se o núcleo do sistema que sustentava as ações dos demitidos continua intacto? Valdemar continua sendo um interlocutor político do governo, que promete manter o seu partido onde está, com as regalias acertadas.

E quem é Valdemar? É preferível que os fatos falem por si. Recapitulemos um deles. Em 15 de agosto de 2005, a revista Época relatava uma reunião ocorrida em junho de 2002, no apartamento do deputado petista Paulo Rocha, em Brasília, em que se negociava a adesão do PL (hoje, PR) à candidatura de Lula.

Presentes, além do anfitrião, de Valdemar e do próprio Lula, José Alencar (que era do PL), José Dirceu e o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares. As aspas, a seguir, são para o narrador da história (cujo teor dispensa comentários), o próprio Valdemar:

“O Lula e o Alencar ficaram na sala e fomos para o quarto eu, o Delúbio e o Dirceu. Comecei pedindo R$ 20 milhões para levar uns R$ 15 milhões. Daí ficou aquela discussão. Uma hora, o Zé Alencar entrou e falou: “E aí, já resolveram?” (...) Falei: “Vamos acertar por R$ 10 milhões”. Voltamos para a sala e avisamos: ‘Está fechado’”.

A sequência é conhecida: Delúbio apresentou Valdemar a Marcos Valério, que lhe fez os repasses. E, como é comum em “operações financeiras não contabilizadas”, surgiram contratempos: Valdemar diz que recebeu “apenas” R$ 6,5 milhões e não os R$ 10 milhões acertados. Valério diz que pagou tudo. Etc.
Era uma prévia do mensalão. Quando a presidente Dilma acertou o apoio do PR a seu governo, dando-lhe nacos da administração pública, sabia com quem estava falando.

Além dos episódios do Mensalão, houve o segundo governo Lula, em que o PL virou PR e continuou governista, comandando o mesmo Ministério dos Transportes, que, como os demais, estavam sob a supervisão da então ministra-chefe da Casa Civil e mãe do PAC, Dilma Roussef.

Não se pode, pois, alegar desconhecimento de causa. Todos se conhecem perfeitamente bem.

O dado novo, no caso presente, foi justamente o esboço de devassa, que pode ter sido provocada pela imprensa, embora se diga que o próprio Planalto foi a fonte que municiou a revista Veja, que fez as denúncias.

Em todo o caso, mexeu-se na ferida. A assepsia foi interrompida porque houve pressões e intervenções de gente influente. O próprio Lula ponderou que não se deve fustigar os aliados para não criar problemas políticos mais graves.

Volta-se então ao lugar de sempre: é um problema sistêmico, inerente ao presidencialismo de coalizão, que forja maiorias compradas, e por aí afora.

O PR vendeu os seus votos em troca do Ministério dos Transportes, com “porteira fechada”. Tudo ali está sob seu comando.

Se mudar, pegará seus votos de volta, o que será danoso para o governo etc. Se for atendido, a farra continua e o contribuinte paga a conta.

Confiança (necessária até em operações desse tipo) é como um cristal: quando trinca, não tem mais remédio. Dilma começou a devassa e perdeu a confiança dos aliados fisiológicos. Não deve pará-la.
Deve correr todos os riscos, ainda que lhe custe caro. Terá problemas (já está tendo) de qualquer maneira, já que rompeu o padrão vigente nesse tipo de aliança.

Prosseguindo, terá apoio da sociedade, que a verá como a primeira a desafiar a criminalização do poder. Não é pouco: garante seu nome na história.

Ruy Fabiano é jornalista

impunidade, corrupção, inJustiça


Há uma crise estrutural no Judiciário. Reformá-lo urgentemente é indispensável para o futuro da democracia. De nada adianta buscar explicações pífias de algum intérprete do Brasil, uma frase que funcione como um bálsamo. Ninguém aguenta mais as velhas (e ineficazes) explicações de que a culpa é da tradição ibérica, da cordialidade brasileira ou do passado escravista. Não temos nenhuma maldição do passado, algo insuperável. Não. O problema é o presente.

Por Marco Antonio Villa -  O Globo ( 26-07-2011)
Não há quem não fique indignado com as constantes denúncias de corrupção em todas as esferas do Executivo e do Legislativo. A cada mês ficamos horrorizados com o descaso e o desperdício de milhões de reais. Como não é possível ao cidadão acompanhar o desenrolar de um processo (e são tantos!), logo tudo cai no esquecimento e não ficamos sabendo da decisão final (isto quando o processo não é anulado e retorna à estaca zero). O denunciado sempre consegue encontrar alguma brecha legal e acaba sendo inocentado. E isto se repete a cada ano. Não há indignação que resista a tanta impunidade.

E aí é que mora o problema central do Brasil. Não é possível dizer que as instituições democrática estão consolidadas com tantos casos de corrupção e o péssimo funcionamento dos três poderes. Agir como Poliana é jogar água no moinho daqueles que desprezam a democracia. E sabemos que temos uma tradição autoritária.

Apesar dos pesares, o Executivo e o Legislativo são transparentes, recebem uma cobertura jornalística que devassa os escândalos. Os acusados se transformam, em um período limitado, em inimigos públicos. Viram motivo de chacotas. Nada de efetivo acontece, é verdade. Porém, o momento de catarse coletiva ocorre. E o Judiciário? Age para cumprir a sua função precípua? Recebe cobertura paulatina da imprensa? Ou insinua usar o seu poder para que não sejam lançadas luzes - com o perdão da redundância - sobre o seu poder?

É no Judiciário que está o cerne da questão. Caso cumprisse o disposto na Constituição e na legislação ordinária, certamente não assistiríamos a este triste espetáculo da impunidade. Pela sua omissão virou o poder da injustiça. É, dos três poderes, o mais importante. E tem a tarefa mais difícil, a de resolver todo santo dia a aplicação da justiça.

O Supremo Tribunal Federal, por ser a instância máxima da Justiça, deveria dar o exemplo. Mas não é o que ocorre. A estranha relação entre os escritórios de advocacia e os ministros do STF deixa no ar uma certa suspeição. E no caso da Corte Suprema não pode existir qualquer tipo de questionamento ético. Os ministros devem pautar sua vida profissional pelo absoluto distanciamento com outros interesses que não sejam o do exercício do cargo. Não é admissível que um ministro (por que não ser denominado juiz?) tenha empreendimentos educacionais, ou mantenha um escritório de advocacia, ou, ainda, tenha parentes (esposa, filhos, cunhados, genros, noras) que participem diretamente ou indiretamente de ações junto àquela Corte.

O padrão de excelência jurídica foi decaindo ao longo dos anos. É muito difícil encontrar no STF algum Pedro Lessa, Adauto Lúcio Cardoso ou Hermes Lima. Os ministros que lá estão são pálidos, juridicamente falando, com uma ou outra exceção. Cometem erros históricos primários. Seria melhor que as sessões televisivas daquela Corte fossem proibidas para o bem dos próprios ministros.

Mas o problema do Judiciário é muito maior do que o STF. Nos estados, a situação é mais calamitosa. Famílias poderosas exercem influência nefasta. O filhotismo crassa sem nenhum pudor. E o que não se vê é a aplicação da justiça. Não pode ser usada como justificativa a falta de recursos. Desde a Constituição de 1988, o Judiciário tem um orçamento fabuloso. O problema é que o dinheiro é mal gasto.

O Judiciário preocupa-se com o cerimonial, o rito burocrático e todas as formalidades, mas esquece do principal: aplicar a justiça. O poder é lento e caro. E pior: é incompreensível ao cidadão comum. Ninguém entende como um acusado de desvio de milhões de reais continua solto, o processo se arrasta por anos e anos e, quando é condenado, ele não cumpre a pena. Ninguém entende por que existem tantas formas de recorrer de uma sentença condenatória. Ninguém entende o conceito do que é considerado prova pela Justiça brasileira.

É inadmissível juízes e promotores realizarem congressos patrocinados por empresas que demandam o Judiciário. É inadmissível um ministro do STF comparecer a uma festa de casamento no exterior com despesas pagas (no todo ou parte, isto pouco importa) por advogado que demanda aquela Corte. E ainda gazeteou sessões importantes (foram descontadas as faltas?). Se o Brasil fosse um país com instituições em pleno funcionamento, certamente haveria algum tipo de sanção. Sem idealizar a Suprema Corte americana, mas caberia perguntar: como seria recebida por lá uma notícia como essa?

Indo para o outro lado do balcão, cabe indagar o papel dos escritórios de advocacia especializados na defesa de corruptos. E são tantos. É evidente o direito sagrado de defesa. Não é isto que está sendo questionado. Mas causa profunda estranheza que um número restrito de advogados sempre esteja do lado errado, do lado dos corruptos. E cobram honorários fabulosos. Realizam seu trabalho somente para a garantia legal do direito de defesa? Será? É possível assinar um manifesto pela ética na política e logo em seguida comparecer ao tribunal para defender um político sabidamente corrupto? Este advogado não tem nenhuma crise de consciência?

Há uma crise estrutural no Judiciário. Reformá-lo urgentemente é indispensável para o futuro da democracia. De nada adianta buscar explicações pífias de algum intérprete do Brasil, uma frase que funcione como um bálsamo. Ninguém aguenta mais as velhas (e ineficazes) explicações de que a culpa é da tradição ibérica, da cordialidade brasileira ou do passado escravista. Não temos nenhuma maldição do passado, algo insuperável. Não. O problema é o presente.


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Yin Yang

Yin Yang é, na filosofia chinesa, uma representação do príncipio da dualidade de yin e yang, o conceito tem sua origem no Tao (ou Dao), base da filosofia e metafísica da cultura daquele país.



Princípios complementares

Segundo este princípio, duas forças complementares compõem tudo que existe, e do equilíbrio dinâmico entre elas surge todo movimento e mutação. Essas forças são:
  • Yang: o princípio ativo, diurno, luminoso, quente.
  • Yin: o princípio passivo, noturno, escuro, frio.
Também é identificado como o tigre e o dragão representando os opostos.
Essas qualidades acima atribuídas a cada uma das dualidade são, não definições, mas analogias que exemplificam a expressão de cada um deles no mundo fenoménico. Os princípios em si mesmos estão implícitos em toda e qualquer manifestação.
Os exemplos acima não incluem qualquer juízo de valor, e não há qualquer hierarquia entre os dois princípios. Assim, referir-se a yang como positivo apenas indica que ele é positivo quando comparado com Yin, que será negativo. Esta analogia é como a carga elétrica atribuída a protons e electrons: os opostos complementam-se, positivo não é bom ou mau, é apenas o oposto complementar de negativo.
O diagrama do Taiji simboliza o equilíbrio das forças da natureza, da mente e do físico. Yang (branco) e Yin (preto) integrados num movimento contínuo de geração mútua representam a interação destas forças.
A realidade observada é fluida e em constante mutação, na perspectiva da filosofia chinesa tradicional. Portanto, tudo que existe contém tanto o princípio Yin quanto o Yang. O símbolo Taiji expressa esse conceito: o Yin dá origem ao Yang e o Yang dá origem ao Yin.
Desde os primeiros tempos, os dois polos arquetípicos da natureza foram representados pelo claro e pelo escuro, pelo inflexível e pelo dócil, pelo acima e pelo abaixo.
O Yang, o poder criador era associado ao céu e ao Sol, enquanto o Yin corresponde à terra, ao receptivo, à Lua. O céu está acima e esta cheio de movimento. A terra - na antiga concepção geocêntrica - está em baixo e em repouso. Dessa forma, Yin passou a simbolizar o repouso, e Yang, o movimento. No reino do pensamento, Yin é a mente intuitiva, complexa, ao passo que Yang, é o intelecto, racional e claro. Yin é a tranquilidade contemplativa do sábio, Yang a vigorosa ação criativa do rei.

SUPERAntiSpyware Free Edition

SUPERAntiSpyware Free

Anti-spyware gratuito para detectar e remover por completo as pragas de seu computador.

http://www.baixaki.com.br/download/superantispyware-free.htm
O SUPERAntiSpyware é um programa cuja função é detectar e remover ou enviar para quarentena diversos tipos de spywares de seu computador. Atualmente, devido à grande quantidade de spywares espalhados pela internet ou anexados a programas que eventualmente sejam instalados, mesmo que você não saiba, seu computador pode estar infectado. O que é um spyware e qual o estrago que ele pode causar?
Os spywares são programas de computador cujo objetivo é recolher informações a respeito de um usuário e seu comportamento com relação à internet de forma automática, sem seu conhecimento ou consentimento. Os dados recolhidos são repassados de forma a criar um perfil, que é enviado a alguma entidade para finalidades variadas.


SOMENTE DEPOIS DE USALO CONSEGUI INSTALAR O  == Avast ==

  o Avast tem que ficar desligado as atualizacoes automaticas ! -- para sua segurança!

Software que uso para tentar me precaver !

Advanced Systemcare Pro 4

           Baixar Advanced SystemCare v4.0 Português pt-Br
http://baixaki.com.br/download/advanced-systemcare-pro.htm

Configurações simples e poucos cliques. Se você precisa de um software com esses atributos para otimizar o seu computador, já passou da hora de conhecer o Advanced SystemCare. Este software garante ótimos resultados em todos os locais do computador em que trabalha, mas o que mais chama atenção no aplicativo é a facilidade com que são realizadas as ações.
A quarta versão do Advanced SystemCare conta com o visual totalmente remodelado, garantindo ainda mais facilidade para os usuários que desejam realizar aquela limpeza que é tão necessária. Cada tipo de atividade pode ser configurada, mas caso você não se sinta confortável para isso, pode utilizar as configurações de fábrica, que já são completas e seguras.


_____________________________________________Por uma net mais Digna !

(AVAST) Net Ilivre e sua vunerabilidade ! (AVAST)

Atualizações Perigosas ! (AVAST)

O problema é que o IP do servidor do Avast não é fixo, ou seja, em cada atualização ele é diferente... Sendo assim, não podemos definí-los nas regras...

Soluçao seria voce baixar e instalar os updates manualmente baixando o arquivo de atualizaçao do banco de dados do Avast:
http://www.avast.com/por/update_avast_4_vps.html

Então Pessoal desliguem as atualizações automaticas de seu PCs !

Revolta da Net I Livre ! @

                A NECESSIDADE DA CRIPTOGRAFIA ATUALMENTE

Com o crescente uso das redes de computadores por organizações para conduzir seus negócios e a massificação do uso da Internet, surgiu a necessidade de se utilizar melhores mecanismos para prover a segurança das transações de informações confidenciais. A questão segurança é bastante enfatizada, principalmente, quando imagina-se a possibilidade de se ter suas informações expostas a atacantes ou intrusos da Internet, que surgem com meios cada vez mais sofisticados para violar a privacidade e a segurança das comunicações. Devido a estas preocupações, a proteção da informação tem se tornado um dos interesses primários dos administradores de sistemas.
Uma das maneiras de se evitar o acesso indevido a informações confidenciais é através da codificação ou cifragem da informação, conhecida como criptografia, fazendo com que apenas as pessoas às quais estas informações são destinadas, consigam compreendê-las. A criptografia fornece técnicas para codificar e decodificar dados, tais que os mesmos possam ser armazenados, transmitidos e recuperados sem sua alteração ou exposição. Em outras palavras, técnicas de criptografia podem ser usadas como um meio efetivo de proteção de informações suscetíveis a ataques, estejam elas armazenadas em um computador ou sendo transmitidas pela rede. Seu principal objetivo é prover uma comunicação segura, garantindo serviços básicos de autenticação, privacidade e integridade dos dados .